Comércio varejista em Jundiaí e região fatura R$ 3,1 bi em junho, incluindo Águas de Lindoia

Comércio varejista em Jundiaí e região fatura R$ 3,1 bi em junho, incluindo Águas de Lindoia

O comércio varejista na Região de Jundiaí faturou R$ 3,19 bilhões em junho, alta de 3,9% em relação ao mesmo período de 2017. O levantamento foi feito pelo Sincomercio Jundiaí e FecomercioSP, e compreende a área da Delegacia Regional Tributária – composta por 36 municípios da Região – com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-SP).
É a maior cifra para um mês de junho desde 2008. Entre os segmentos que se destacaram e tiveram alta estão o de supermercados (4,4%). Para Edison Maltoni, presidente do Sincomercio Jundiaí, os dados de junho são positivos e a expectativa de balanço para o primeiro semestre, já que o levantamento ainda não foi consolidado, é fechar de forma otimista no segmento.
No Estado, as vendas do comércio varejista atingiram R$ 53,6 bilhões em julho, alta real de 3,5% em comparação ao mesmo período de 2017. Dessa forma, o faturamento real do setor registrou elevações de 5,7% no ano.
Das atividades pesquisadas, sete mostraram aumento em seu faturamento real em relação a junho do ano passado, com destaque para o grupo outras atividades (6,1%) – em que predomina o varejo de combustíveis -, e eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (10,5%). Somadas, essas altas contribuíram para o resultado geral com 2 pontos percentuais. O único segmento a apresentar retração foi o de concessionárias de veículos (-3,9%), resultando em uma pressão negativa de 0,5 ponto porcentual, enquanto autopeças e acessórios apontou estabilidade.
A Delegacia Regional Tributária compreende os municípios de Águas de Lindoia, Amparo, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Campo Limpo Paulista, Conchal, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Holambra, Itapira, Itatiba, Itupeva, Jaguariúna, Jarinu, Joanópolis, Jundiaí, Lindoia, Louveira, Mogi Mirim, Mogi Guaçu, Monte Alegre do Sul, Morungaba, Nazaré Paulista, Pedra Bela, Pedreira, Pinhalzinho, Piracaia, Santo Antônio da Posse, Santo Antônio do Jardim, Serra Negra, Socorro, Tuiuti, Vargem, Várzea Paulista e Vinhedo.
Entre as atividades pesquisadas estão autopeças e acessórios, concessionárias de veículos, farmácias e perfumarias, lojas de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos, lojas de móveis e decoração, lojas de vestuário, tecidos e calçados, materiais de construção e supermercados.
Fonte: Portal JJ: http://www.jj.com.br/capa-do-dia/comercio-varejista-em-jundiai-e-regiao-fatura-r-31-bi-em-junho/